4 SINAIS DE MUDANÇA NO SISTEMA DAS CORES

4 SINAIS DE MUDANÇA NO SISTEMA DAS CORES


Sempre associadas às tendências, as cores transmitem muito mais do que emoção e devem ser cuidadosamente planejadas na ativação de marcas.

Como se sabe, as cores funcionam como suporte para as tendências, pois, com a força de um estímulo visual concentrado, elas têm a capacidade de traduzir aspectos do nosso tempo e sintetizar significados que atribuímos às coisas. A proximidade do final do ano é um bom momento para olhar algumas propostas de cores para o ano que vem e, ao mesmo tempo, analisar as mudanças que o universo da cor e o seu sistema de funcionamento vêm apresentando.

MAIS CORES

A Pantone lançou a sua cartela de cores para a primavera de 2018 e o primeiro aspecto que tem chamado a atenção é o número de cores, doze, em vez das tradicionais dez. De um lado, mais escolha é o que o consumidor deseja. De outro, a empresa procura responder à fragmentação das preferências de indivíduos e grupos.

4 SINAIS SOBRE O NOVO SISTEMA DAS CORES_ODES

Cartela Pantone para a primavera 2018. Fonte: Pantone / WWD

 

PINK PERENNIAL

O que não impede que alguns block busters se formem em meio à fragmentação. A longevidade da gama específica de rosas que se tornou a cara do nosso tempo – sob o nome genérico de pink millennial - não para de surpreender. Continuam tão fortes as manifestações de uso dessa cor - a mais influente do ano, contrariando, por exemplo, a prescrição de verdes feita pelas próprias indústrias da cor-, que estas já sinalizam a sua permanência nas previsões para o ano que vem, transformando-o no pink perennial.

4 SINAIS SOBRE O NOVO SISTEMA DAS CORES_ODES

Os arquitetos ingleses da Duggan Morris fizeram um prédio de escritórios com fachada pink perennial. Foto: Dezeen.

4 SINAIS SOBRE O NOVO SISTEMA DAS CORES_ODES

Proposta da Suvinil para 2018 confirma pink perennial. Foto: divulgação.

SIGNIFICADOS

As sensações que as cores podem evocar continuam sendo um território profícuo para as tendências. Como o processo perceptivo inclui também a interpretação do estímulo, as indústrias procuram colar seus próprios significados às cores, especialmente pelo naming ou por associações aleatórias. Assim, entre as apostas para os interiores em 2018, “melodia do mar” evoca verdes e azuis, ao passo que “reflection” quer "retratar novos modelos de família"...

4 SINAIS SOBRE O NOVO SISTEMA DAS CORES_ODES

Cor "Melodia do Mar" da Sherwin-Wiiliams para 2018. Foto: divulgação.

Mais produtivo é fazer a operação inversa e decifrar qual visão do Zeitgeist as indústrias estão vendendo, por meio dos nomes e das cores indicadas para o ano que vem. Embora a Pantone tenha enfatizado a força do amarelo para a expressão dos indivíduos, a cartela da empresa tem um perfume anos 50, nas cores de fórmica e nos tons pastel. A nomenclatura é bastante reveladora, dos azuis Little Boy ao Sailor Blue, culminando com o explícito marrom...Emperador.

EXPERIÊNCIAS DA COR

Enquanto isso, em eventos, no varejo e nas ações de ativação de marcas, a cor tem jogado um papel cada vez mais importante, especialmente porque o recurso à criação de um universo, de um ambiente, é cada vez mais frequente. Foi o caso de duas experiências recentes que chamaram nossa atenção, o projeto Color Factory, em San Francisco, e o 29Rooms, que o site Refinery29 montou durante a última New York Fashion Week.

4 SINAIS SOBRE O NOVO SISTEMA DAS CORES_ODES

Ambiente da Color Factory. Foto: divulgação.

4 SINAIS SOBRE O NOVO SISTEMA DAS CORES_ODES

O Minnieroom era um dos 29 ambientes, na ativação da marca Refinery29. Foto: divulgação