A Pesquisa de Moda e as Ciências Sociais: um diálogo necessário

A Pesquisa de Moda e as Ciências Sociais: um diálogo necessário


É o tema do TCC recém-defendido por Mauryn Schirmer na UDESC. Ela relata e põe em discussão no texto abaixo:

Por Mauryn Schirmer

Dizia Françoise Vincent-Ricard, em seu livro As Espirais da Moda, que “estilistas são como aves migratórias, que aspiram o que flutua no ar com todos os sentidos em alerta”. Como recém-formada em Moda, pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, em Florianópolis, não dá para passar batido por esta afirmação, freqüentemente citada no discurso de alguns teóricos da Moda, sem ao menos questionar-se como as tendências são “captadas no ar” por alguns estilistas, caçadores de tendências, ou mesmo “antenas”?
Em meu Trabalho de Conclusão de Curso, “A Pesquisa de Moda e as Ciências Sociais: um diálogo necessário”, desenvolvido a partir da necessidade de se estabelecer um diálogo entre as reflexões que eu vinha fazendo na área de Pesquisa de Moda, os conhecimentos que fui adquirindo nas disciplinas de Ciências Humanas sobre pesquisa e minhas experiências no campo profissional que acabavam por, invariavelmente, juntar estes dois pólos, é possível situar não somente esta e outras questões relacionadas ao fazer pesquisa, bem além de “sexto-sentido”, “faro”, e informações adquiridas virtualmente, em sites de pesquisa de tendências, na construção de um perfil de consumidor e identidade de marca (tudo em nome de uma moda globalizada).
Defini como objeto de estudo a Pesquisa de Moda, buscando tanto a literatura do campo da Moda, como a forma que o tema aparece na mídia, e como é visto pelos estudantes do curso de Moda da UDESC. Para fazer o estudo, lancei mão de várias estratégias metodológicas (entrevistas, questionários, investigação de documentos, observação participante, etc.) e teorias das ciências humanas, procurando dialogar com alguns dos conceitos na área de pesquisa e apontando alguns métodos e técnicas comuns aos dois campos do conhecimento.
Dividindo-se em três capítulos, no primeiro foi necessário estruturar o trabalho a partir de uma perspectiva histórica remetendo ao início do processo de autonomização do criador de moda no contexto moderno, a influência do olhar (e gosto pessoal) deste sobre suas clientes, a construção do olhar na interação social, no comportamento das pessoas e na moda, bem como a diferença de “olhar e captar” para a observação como método. O conceito sobre tendência e suas variações (megatendências, macrotendências, microtendências, etc.) são explanados a partir do ponto de vista de intelectuais, profissionais e estudantes de moda, e numa tentativa de destrinchar tais significados, busco saber no que estes implicam e como se relacionam com a forma de fazer pesquisa de moda.
No segundo capítulo, procurei falar sobre as diferentes metodologias de pesquisa utilizadas por birôs de estilo, agências ou sites especialistas em pesquisa de tendência, e por escritórios de pesquisa de comportamento, especialistas em macrotendências, como o Observatório de Sinais, do qual parti para a pesquisa prática, a experiência de estágio, relatada no início deste capítulo. No terceiro, é possível observar quais significados alguns termos e conceitos assumem, na visão de estudantes de moda, ao discorrerem sobre a pesquisa de moda, as tendências e macrotendências, ao papel do indivíduo em suas pesquisas, bem como ao que para estas contribuem as Ciências Sociais, vista por alguns estudantes como fora da “forma moda” por sua linguagem “distante da utilizada pelos fashionistas”. Preconceito tanto de um lado quanto de outro, ao me deparar com a preguiça epistemológica de alguns profissionais das Sociais na pouca convivência com o universo dos estudantes de moda, e de forma ainda mais grave, com o universo da Moda.
Se por um lado parecia estar já um tanto longe da história contada por Lipovetsky na introdução do livro O Império do efêmero, onde o autor narra sua dificuldade para defender a moda como objeto de pesquisa acadêmica legítimo, no campo das Ciências Humanas, por outro, a confusão conceitual no campo da pesquisa de moda, as reclamações e dificuldade de diálogo em torno destas duas áreas pareciam apontar ainda para o desencontro, ou, no mínimo, para a dificuldade deste encontro.
Quanto à frase de Vincent-Ricard citada no início deste texto, é possível perceber que nela permanece a idéia de “alguém especial”, seja o artista com sua sensibilidade e o “bom radar” com seu instinto. Neste sentido, aquele que “capta as tendências” não o faz por ter aprendido a fazê-lo, mas por uma espécie de “dom” especial. Cabe então deixar claro que quando falo de pesquisa de moda, trata-se de algo que deveria, em tese, ser diferente da concepção descrita acima, e também não uma “receita pronta” como se aprende na Universidade.
A pesquisa envolve um tipo de percepção e de construção do olhar, para compreender o contexto social no qual se insere, mas também com capacidade de estranhamento e reflexão sobre este contexto, sobre os valores que o caracterizam, sobre os desejos que são negociados e criados por aqueles que nele vivem. Mais do que “adivinhar o momento”, ou “captar sinais”, o pesquisador de moda não é apenas alguém sensível, observador e criativo, ainda que estas sejam características fundamentais para um bom pesquisador. Ao levantarem-se questões sobre a pesquisa de moda e termos relacionados, é clara a importância das Ciências Sociais ao se pensar a Moda. Pretendo considerar, ao enfatizar tal importância, que não somente através do que pude constatar em exercícios, leituras e práticas da pesquisa social, a qual me serviu de bússola, mas também pela amplitude reflexiva e de olhar que nos são estimuladas.

Para ler o trabalho na íntegra, favor entrar em contato através do email: eumaush@hotmail.com


download

nenhum post

COMMENTS

  1. carolina

    dezembro 10

    mau , como sempre suas ideias e o desenvolvimento das mesmas são surpreendentes e muito bem apresentados , fico feliz que tenha tudo dado certo e fico feliz em verm oum resultado tão bom do seu trabalho parabéns vc mereçe.

  2. Tereza

    dezembro 12

    Conheço o trabalho de Mauryn e a seriedade com que foi feito, vale a pena lê-lo na integra. Sua contribuição para a área de pesquisa extrapola o campo da moda, apontando, e até mesmo desvendando, aspéctos muito interessantes desta atividade. É também um bom recado para os cientistas sociais, principalmente aqueles que trabalham com áreas afins, pois Mauryn mostra uma relação muito mais próxima do que muitos imaginam.

  3. natalia

    abril 12

    ola, parabanes pelo trabalho, gostaria muito de le-lo na integra, se possivel, envie por email, por favor.

    obrigado

  4. Sofia

    junho 8

    Fiquei curiosa por ler o trabalho depois desta descrição. Solicitei que me enviasses por mail e prontamente o recebi. Obrigada. Curiosidade mais que satisfeita!!! Parabéns pelo excelente trabalho.

  5. Adriana Silva

    junho 28

    Mauryn, sou estudante de moda, concluo o curso em dezembro próximo, pretendo me especializar em pesquisa de moda, mas para isso também preciso ler muuito sobre sociologia. Pesquisando no google, encontrei esse post. Gostaria muito de receber o trabalho.
    Ab
    Adriana Silva

  6. Lara

    agosto 5

    Olá,

    Sou estudante de moda e meu TCC é um estudo que mostra como funciona e o que faz um birô de tendências. Gostaria muito que me enviasse seu trabalho: "A Pesquisa de Moda e as Ciências Sociais: um diálogo necessário ” para ler na íntegra. Vai me ajudar a entender algumas coisas.
    Estou meio confusa, preciso elaborar perguntas para um encontro com garotas de idade entre 18 e 24 anos. Perguntas que um birô de tendências faria para o úblico alvo feminino de 18 a 24 anos. Esse encontro será filmado e uma parte irei usar em minha apresentação do TCC. Se puder me ajudar agradeço!
    Aguardo um retorno seu, e desde já agradeço!
    E se mais alguém que ler esse e-mail puder me ajudar, obrigada!

  7. Wal

    setembro 28

    Olá Mauryn,

    Gostei das colocações. Sou professora de sociologia e tenho desenvolvido algumas pesquisas em moda. Por isso gostaria muito de ler este artigo na integra. Você pode enviar-me? agradeceria muito.
    Waltimar
    Wal

  8. Maria José

    outubro 7

    Olá, Mauryn Schirmer, tudo bem?
    Sou aluna da Universidade Federal do Pará, curso de Ciências Sociais.
    Estou chegando ao final do curso e desde o início do ano comecei a ter contato com alguns textos e materiais sobre moda e começou a ser despertado o meu interesse em desenvolver meu tcc sobre o tema, entretanto, ainda tenho muitas dúvidas e ainda não conseguir de fato fechar o tema e o foco que quero trabalhar. Acredito que a leitura do seu trabalho poderá me auxiliar nessa aspecto, e principalmente servirá como fonte de pesquisa.
    Desde já agradeço sua atenção, e espero que vc possa estar me passando o texto na íntegra.
    Abraços.
    Maria.

  9. Thayane

    outubro 13

    Ola!!!!
    Me interesso muito pelo tema e se possível gostaria que me mandasse alguns sites de pesquisa,ou livros enfim ate mesmo seu tcc se possível
    Obrigada

  10. Renato

    maio 6

    Divulgue seu texto na rede social dos sociólogos e estudantes de ciências sociais, basta se cadastrar e postar no seu blog (há também lá vídeos interessantes, grupos de discussão, divulgação de livros e revistas, e muito mais!

  11. Renato

    maio 6

    Esqueci de colocar o endereço:

    http://sociologiaemrede.ning.com/

  12. Mariana

    junho 2

    olá.. faço faculdade de moda e me interesso muito pela área de pesquisa. Se possível gostaria que me mandasse o seu trabalho, que aliás, pela descrição parece estar muito bom.. também se tiver indicação de bibliografias sobre tendências e pesquisas, ficarei muito feliz. Obrigada e parabéns.

  13. Verusca Lages

    julho 13

    Olá, Mauryn! Atuo no segmento de Moda há 18 anos e estou fazendo uma especialização em Negócios de Moda. Se possível gostaria que me enviasse seu trabalho para estudá-lo. Também vou lecionar sobre este assunto. Parabéns ! Vc escreve muitíssimo bem!!!Agradeço desde já a sua colaboração.

  14. Mariana

    setembro 13

    Tudo bem Mauryn? Estou fazendo estudos de moda, e me intereissei pelo trabalho, muito entusiasmante e necessário. Se possível, gostaria de recebe-lo na íntegra!

LEAVE A REPLY

O seu endereço de e-mail não será publicado.