Design, cores, evolução do Zeitgeist, estética, corpo… A nossa rodada de influências a não perder de vista está de volta, com a abordagem analítica e multissetorial característica do Sinais Premium, explicando por que tudo isso importa para as tendências, o consumo e as marcas. Confira!

 

DESIGN MANIFESTO

Milano Design Week acontece este mês, entre os dias 17 e 22. Este ano, o buzz começou forte, com o lançamento de um manifesto pelo Salão do Móvel de Milão, conclamando a indústria a promover a inovação e a sustentabilidade.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_salone-manifesto

Uma das ideias centrais do manifesto é a ênfase na economia e no design circulares – ideia que já havia aparecido com força, este ano, no Fórum Econômico de Davos, onde houve o lançamento de um novo guia sobre o tema pela Fundação Ellen MacArthur, em parceria com a agência de design Ideo. A economia circular defende, basicamente, o fechamento do ciclo produção – descarte – reciclagem e reuso, como estratégia chave para o desenvolvimento sustentável.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_circular-economy-circular-design

Ilustração do guia de economia e design circulares, da Fundação Ellen MacArthur.

Outros pontos importantes do manifesto são a valorização da arquitetura e do patrimônio histórico locais e das novas ideias trazidas pelos jovens designers.

O documento pretende reafirmar a liderança do Salão do Móvel e da própria cidade como capital do design. De um lado, procura rebater as críticas que o evento tem recebido nos últimos anos, principalmente a acusação de festivalização da semana milanesa, que se tornou uma grande vitrine de marketing para as marcas, deixando o bom design em segundo plano. De outro lado, a concorrência a Milão aumenta a cada ano, com a explosão do modelo design week pelo mundo todo, seguindo o movimento das fashion weeks.

Confira, aqui, a extensão do calendário deste ano de eventos globais de design, arquitetura e tecnologia.

Por que isso importa: Apesar dos pesares, Milão continua sendo o pulso para a indústria do design como um todo. No ano passado, por exemplo, a Milan Design Week ratificou e fez explodir a tendência de cor pink millennial. Portanto, o radar global vai continuar se direcionando para lá, em busca dos novos sinais desse vasto território de influências que é o design contemporâneo – e o Sinais Premiumtambém!

 

CORES DE OUTONO

O amarelo pálido e ácido tá em alta e tem sido chamado pelo nome de Gen Z Yellow. Para alguns analistas, a cor, símbolo do otimismo e da luminosidade, é também uma expressão de neutralidade de gênero (a famosa roupinha amarela de bebê…).

Marcas como Acne Studio e Balenciaga têm sinalizado a força do novo amarelo.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_acne studios pale acid yellow

Nova loja Acne Studio, em amarelo Gen Z. Foto: divulgação.

Luxo antiluxo_ODES_Sinais Premium_balenciaga-power-of-dreams

Tênis Balenciaga. Foto: divulgação.

Outro evento notável no universo da cor é a exposição Monochrome, que está acontecendo em um galpão do Brooklyn nova-iorquino. A artista CJ Hendry criou uma casa com sete ambientes monocromáticos, inspirados na cartela fornecida pela Pantone. Uma ótima exposição inspiracional para quem for a Nova York nas próximas semanas.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_monochrome-cj-hendry-4

Imagens da exposição Monochromatic. Fotos: divulgação.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_monochrome-cj-hendry-3

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_monochrome-cj-hendry-7

E mais uma sobre cor, e essa tem a ver com beleza e cabelos: A marca Hush acaba de lançar a Prism, uma linha de produtos para dar uma colorida instantânea e DIY na cabeleira. Por enquanto à venda com exclusividade nas redes Sephora e QVC, nos EUA, o sucesso é líquido e certo – basta dar uma volta nas ruas de qualquer cidade para chegar a essa conclusão…

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_hush-prism

Linha Prism, da Hush. Fotos: divulgação.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_hush-prism2

Por que isso importa: Desnecessário reafirmar o quanto é estratégico para as marcas o monitoramento da evolução do sistema das cores, que representam tendências em estado bruto…

 

F*CK

A Hater Box, do artista francês Parse/error é um gerador randômico de palavras de contestação, muito pertinente ao espírito do tempo. O objeto faz refletir sobre o politicamente correto, a censura e as identificações mutantes dos indivíduos com o que está em jogo, a cada momento, na cena social – fenômenos que as redes sociais potencializam, hoje em dia (mas não inventaram…).

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_hater box

A Hater Box, do artista Parse/error. Fotos: Dezeen.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_hater box2

Outro produto cultural que navega nas águas conflituosas da atualidade é a série Here and Now, em exibição atualmente no canal HBO. Raça, gênero, política, carreira, crenças: mais uma vez, tudo, hoje, se torna território de embate entre os indivíduos e os grupos, como mostram as relações sociais entre os personagens. Além de tudo, a ação se passa em Portland, cidade referencial do cool factor americano para os jovens millennials, o que torna o “aqui e agora” da série ainda mais instigante e saboroso…

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_Here-and-Now

Integrantes do elenco de Here and Now , entre os quais,, abaixo, os ótimos atores Tim Robbins e Holly Hunt. Foto: HBO.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_Here-and-NowTim-Robbins-and-Holly-Hunter

Por que isso importa: No estudo autoral ODES Você, Cidadão, demonstramos como o nosso Zeitgeist é propício à multiplicação dos conflitos, já que todos os grupos querem ter legitimidade e voz.

 

#FINGERPIERCING

Alerta de microtendência! Os piercings nos dedos estão virando febre e já aparecem em destaque no Instagram, com mais de 3.500 postagens na hashtag #fingerpiercing. Eles também estão sendo usados para substituir anéis e alianças de compromisso.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_fingerpiercing

Foto: reprodução Instagram/Estadão.

Por que isso importa: Não é novidade que, além da crise econômica e da concorrência de outros produtos, o consumo de joias também sofre por um terceiro vetor: um intenso processo de ressignificação da própria joia, especialmente para os mais jovens. Os piercings microdermais nos dedos podem ser um novo desdobramento dessa história.

 

ARTE COMO SINAL

A obra Intangible Goods, instalação dos artistas Elizabeth Commandeur e Mark Starmach, em Sidney, Austrália, é um distribuidor especial de “produtos” embalados para alimentar a mente e a alma. A instalação é uma expressão de resposta às carências humanas, sob as formas bem conhecidas da conveniência e da praticidade. A obra confirma a disseminação do desejo por uma alimentação emocional, como discutimos no post sobre a mood food.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_intangible goods

Imagens da instalação Intangible Goods. Fotos: Mashable.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_intangible goods2

Por que isso importa: A proposta dos artistas é um comentário claro e compreensível ao grande público sobre a sociedade contemporânea, por isso funciona como sinal de uma sensibilidade emergente.

 

VENDING MACHINES

E por falar em vending machines, esta virou febre em Chicago: a Farmer’s Fridge é uma máquina de distribuição de… saladas! Uma ótima ideia, que desfaz a associação entre distribuidores automáticos e produtos alimentares que só fazem mal à saúde.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_farmers-fridge-vending-machine

Distribuidor automático Farmer’s Fridge. Foto: Fast Company.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_farmers-fridge-vending-machine2

Foto: The Huffington Post/Joseph Ebenhaut.

Por que isso importa: Os distribuidores automáticos são cada vez mais utilizados porque são uma forma de autosserviço, em sintonia com o desejo de autonomia do consumidor emocional. Se oferecem produtos que surfam em macrotendências fortes, como é o caso, aí se tem a faca e o queijo em mãos!

 

RETRÔ AO CUBO

A Gufram, marca de móveis italiana, aproveita a Milan Design Week e o revival dos anos 1970 para lançar a coleção Disco Gufram, que presta homenagem aos anos dourados da era disco…

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_idisco-gufram2

Coleção Disco Gufram. Fotos: Designboom.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_idisco-gufram

Os tamagotchis – aquele game que virou febre mundial no final dos anos 1990 – estão de volta, agora em versão para smartphone! E eles continuam pedindo comida e fazendo o que não devem no seu tapete…Dá uma olhada na nova versão My Tamagotchi Forever, sem dúvida mais uma manifestação da fofura que invade o consumo e a cultura como um todo…

Não teve para ninguém: no Lollapalooza Brasil 2018, o show que arrebatou a maior multidão de fãs desvairados, cantando todas as músicas a plenos pulmões e entre lágrimas, foi mesmo o da… Lana Del Rey! A melancolia pop e retrô, altamente estetizada, da cantora americana foi responsável por uma das maiores catarses coletivas da história do festival no Brasil.

Mapeamento abril 18_Sinais Premium_ODES_lana del rey_fabio tito

Lana del Rey em sua apresentação no Lolla Brasil 2018. Foto: Fabio Tito.

Por que isso importa: Três manifestações retrô atuais, que recuperam e atualizam épocas e estilos diferentes, evidenciando que o processo de deglutição e presentificação do passado, próprio do nosso tempo, está longe de terminar.

 

A próxima rodada de influências volta no mês de maio! Abs!

About the Author

Sinais

Plataforma de publicações do Observatório de Sinais (ODES). Insights que captamos e publicamos parta dar luz às suas atividades profissionais e acadêmicas

View All Articles